Vírus extremamente perigoso esta matando golfinhos no litoral norte de São Paulo

Pesquisadores esclareceram que o vírus é extremamente perigoso para outras espécies de golfinhos e para baleias, mas não oferece riscos aos seres humanos

Pesquisadores de Ubatuba saem todos os dias para o mar para monitorar ilhas e praias de difícil acesso com o foco no boto cinza, um tipo de golfinho que vive naquela região.
Pesquisadores do litoral norte de São Paulo estão alerta porque o número de mortes de animais dessa espécie está muito acima do normal. Exames comprovaram que eles foram infectados pelo mesmo vírus que provocou mortes no Rio de Janeiro.
Entre outubro e janeiro, 53 animais morreram, quase 10% da população de botos no litoral norte de São Paulo.
Os pesquisadores conseguiram resgatar um animal ainda vivo, mas bem debilitado. Ele chegou a receber tratamento mas morreu.
Amostras desse animal, que foram recolhidas e analisadas e indicaram a morte por morbilivírus. Esse mesmo vírus já causou mortes em golfinhos nos Estados Unidos, na Europa e também na Austrália.
A pesquisadora da USP acredita que uma maneira de tentar salvar a espécie é tornar o ambiente em que esses animais vivem mais saudável.
“Se a gente fornece um ambiente com qualidade, acredito que os animais vão ter a resistência suficiente para lidar com os desafios que eles encontram, incluindo as doenças”, disse Kátia Groch.
Pesquisadores esclareceram que o vírus é extremamente perigoso para outras espécies de golfinhos e para baleias, mas não oferece riscos aos seres humanos.

 

Foto: Reprodução/JN/TV Globo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam