Tenente heroi José Roberto que matou assaltante ao invadir a residencia da familia Lara em Toque Toque Pequeno é o novo Secretaria da Segurança de São Sebastião

José Roberto e Cristiane Lara o casal Top da gastronomia em todo o Litoral Norte de São Paulo

O prefeito eleito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), anunciou na tarde desta quinta-feira (29/12) o nome de José Roberto, ex-tenente da PM, que ao se reformar, recebeu o titulo de Capitão da Reserva da Policia Militar, ele que se dedicava a varios anos na gastronomia, recebeu da Lala Lara de Oliveira (que foi a primeira mulher eleita vereadora em São Sebastião) e de seu marido o caiçara Dico do restaurante, Pimenta de Cheiro, para administrar junto com sua mulher atual, a Cristiane Lara, com grande sucesso, apos o apoio de Amilton Paccheco( homem de confiança do Palacio dos Bandeirantes), Amilton que foi candidato a vice-prefeito a pedido do governador Alckmin e do vice-governador Marcio França, foi indicado pelo marechal da campanha, o Amilton Pacheco, para ser o Secretario de Segurança Urbana de São Sebastião.

 

Assaltante morre baleado após invadir casa de tenente da PM(2005)

São Sebastião 15 de junho de 2005 – A violência acabou entrando, na noite de domingo, na casa do tenente José Roberto Lara, da Polícia Militar, no bairro Toque-Toque Pequeno, na Costa Sul. Três assaltantes invadiram a residência, sendo que um deles morreu após entrar em confronto com o tenente.
Os outros dois fugiram, atirando contra a casa. Os disparos acertaram um vizinho.Eram cerca de 20h00 quando a sogra e o sogro do tenente, que moram ao lado, e um amigo, estavam na frente do estabelecimento comer-cial da família, que já estava fechado.
Os três conversavam sentados em uma mesa, quando chegaram três assaltantes, todos armados, obrigando as vítimas a entrarem na casa. Neste momento o tenente e esposa estavam dentro da residência.
Invasão – O tenente conta que se encontrava em um dos cômodos, quando ouviu uma voz pedindo dinheiro e a mulher, já rendida, e a sogra, gritando para que os assaltantes não machucassem ninguém.
Percebendo se tratar de um assalto e como policial sabia que corria risco de morte, o tenente pegou sua arma, permanecendo no quarto. “Fiquei pensando como agir para que ninguém saísse ferido”, disse.
Lara decidiu aguardar, acreditando que os assaltantes pegassem os objetos e fugissem em seguida. “Foi quando percebi que um deles vinha com arma em punho para o cômodo que eu estava”, lembrou. Temendo pela vida, o tenente disparou contra o assaltante. “Para preservar minha vida, tive que atirar nele”, lamentou.
Fuga – Os outros dois assaltantes, assustados com o tiro, acabaram fugindo, levando dinheiro do comércio, relógio e celular, e deixando o comparsa morto para trás. Durante a fuga, eles foram atirando e acabaram acertando dois tiros de raspão no braço de um vizinho, que passava na frente da casa.
Sem documentos, o assaltante, até a noite de ontem, não tinha sido identificado, permanecendo no IML (Instituto Médico Legal).
O tenente, lotado na 1ª Companhia de São Sebastião, se encontra de férias da corporação. Há cerca de dois anos, quando ainda não trabalhava na cidade, a família de sua mulher já tinha sido vítima de um roubo. O crime foi registrado no 2° Distrito Policial. (Materia da Folha do Litoral Norte em 15 de junho de 2005 )

Foto: Divulgação/ Restaurante Pimenta de Cheiro- Toque Toque Pequeno

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam