Caminhão de cloro a serviço da Sabesp que tombou contaminando e matando animais marinhos na serra da Praia de Boiçucanga / Maresias pode ser autuado pela Cetesb

Além dos peixes mortos, produto químico causou poluição na mata

O caminhão que tombou na serra entre Boiçucanga e Maresias em São Sebastião na quinta-feira (19) contaminou um curso d´água e matou animais marinhos. O problema foi constatado pela Polícia Ambiental e pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) hoje (20), após amostras de água foram coletada para analisar a possível penalidade a ser aplicada à empresa dona do caminhão.
Segundo a Polícia Ambiental, o produto químico também causou poluição na área de mata da serra. Alguns animais mortos foram recolhidos para análise.
Dos 10 mil litro de cloro, que era a capacidade do caminhão da Sabesp, só restou, cerca de 3 mil que foi feito hoje )20) o transbordo.
A Cetesb informou que na próxima semana emitirá o relatório técnico de todo o atendimento, para embasar as penalizações, em função do episódio.

O caminhão prestava serviços para a Sabesp. A companhia Sabesp informou que técnicos foram enviados ao local do acidente para a realização de vistoria e estão colaborando com os órgãos ambientais.

Saiba Mais sobre o acidente:

Vice-prefeito Amilton Pacheco flagra hoje (19) e fotografa caminhão de cloro caindo na serra de Boiçucanga em São Sebastião
Foto Divulgação/Policia Ambiental

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam