Prefeito de Bertioga Mauro Orlandini é o novo presidente da Aprecesp com os prefeitos de Morungaba José Roberto Zem e Ilhabela Antônio Colucci na chapa

O vice-presidente eleito foi o prefeito de Holambra, Fernando Fiory de Godoi. A chapa eleita ainda é composta pelos prefeitos de Morungaba, José Roberto Zem (1º secretário); de Ilhabela, Antônio Luiz Colucci (2º secretário), de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes (1º tesoureiro) e de Socorro, André Bozola (2º tesoureiro)

O vice-presidente eleito foi o prefeito de Holambra, Fernando Fiory de Godoi. A chapa eleita ainda é composta pelos prefeitos de Morungaba, José Roberto Zem (1º secretário); de Ilhabela, Antônio Luiz Colucci (2º secretário), de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes (1º tesoureiro) e de Socorro, André Bozola (2º tesoureiro)

Prefeito de Bertioga é o novo presidente da Aprecesp 

Entre outros temas, Orlandini, eleito na terça-feira (19) focará a sua gestão no fortalecimento do turismo no estado de São Paulo e na revisão dos cálculos e simplificação na aprovação e liberação das verbas do Dade
Mauro Orlandini, prefeito de Bertioga, foi eleito por aclamação o novo presidente da Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo (Aprecesp), em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa de São Paulo. Orlandini exercerá o cargo por um ano e substitui o prefeito da estância hidromineral de Socorro, André Bozola.
O vice-presidente eleito foi o prefeito de Holambra, Fernando Fiory de Godoi. A chapa eleita ainda é composta pelos prefeitos de Morungaba, José Roberto Zem (1º secretário); de Ilhabela, Antônio Luiz Colucci (2º secretário), de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes (1º tesoureiro) e de Socorro, André Bozola (2º tesoureiro).
O secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Roberto de Lucena esteve na cerimônia, representando o governador Geraldo Alckmin. Na oportunidade, Lucena ressaltou a competência e eficiência do prefeito de Bertioga, que tem o reconhecimento do Município que governa e de todo o estado paulista. “É muito difícil suceder uma boa gestão”, disse o secretário, referindo-se a André Bozola, que deixou um legado positivo na presidência da Aprecesp.
“O desafio do prefeito de Bertioga não será menor, sobretudo porque as dificuldades para este ano continuam de forma acentuada, mas tenho certeza que com toda sua experiência política, Orlandini vencerá todos os desafios e poderá contar com todo apoio do governador Geraldo Alckmin nessa nova caminhada”, garante Lucena.
A cerimônia de posse  foi acompanhada por várias autoridades das cidades estâncias e do estado de São Paulo. Além do secretário de Turismo do Estado e dos prefeitos  Orlandini e Bozola, a mesa foi composta por João Caramez (subsecretário de assuntos Parlamentares da Casa Civil do Estado de São Paulo); deputado Herculano Passos (presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo); deputado estadual Itamar Borges; Marco Antônio Castello Branco ( chefe de Gabinete da Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo) e Maurício Juvenal (chefe de Gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo), que na oportunidade representava o secretário da pasta, Marcos França.
Esta é a primeira vez que Bertioga assume  a presidência da Aprecesp. Além da continuidade dos projetos desenvolvidos pela entidade junto à Secretaria Estadual de Turismo, Orlandini acredita que com a experiência adquirida nos últimos anos, com três mandatos como prefeito de Bertioga, poderá contribuir muito com a Aprecesp. Segundo ele, nenhuma cidade sobrevive turisticamente se não tiver um conceito de desenvolvimento do turismo em todo o Estado.
Em seu pronunciamento, Orlandini destacou que sua gestão como presidente da Aprecesp será focada em três temas: o fortalecimento do turismo no Estado, por meio de ações para o fomento turístico das 70 estâncias paulistas; o apoio e integração com os 140 municípios de interesse turístico que pleiteiam se filiar à Aprecesp. São cidades que possuem potencial turístico, mas não podem se transformar em estância, uma vez que o governo do Estado limitou em 70 o número de cidades que obtiveram a categoria de estância.
O terceiro tema pelo qual Orlandini se empenhará é referente à revisão dos cálculos e simplificação na aprovação e liberação de verbas provenientes do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento de Estância (Dade) aos municípios paulistas. “Precisamos ter um entendimento melhor dessas parcelas e de como é feita a distribuição de recursos às cidades”.
Para Orlandini, o momento de rediscutir itens, como o de recursos do Dade é agora. “Precisamos facilitar os caminhos e nos fazer presentes em todas as discussões pertinentes a esta questão. Para receber essas verbas é preciso estarmos todos de mãos dadas. Assumo a Aprecesp com a lucidez de que muito posso fazer por nossas estâncias e para isso precisamos de união e integração para vencermos essa verdadeira parafernália de leis no país”, declara.
A Aprecesp é uma entidade privada e sem fins lucrativos, criada em 1985 com o objetivo de representar os interesses e trabalhar pelo desenvolvimento turístico das cidades estância no litoral e interior paulista. Atualmente congrega 70 estâncias que estão divididas entre: balneárias, climáticas, hidrominerais e turísticas.
Além da diretoria Executiva, foi eleito também o Conselho Fiscal da Aprecesp, representado pelos prefeitos Antônio Hiromiti Nakagawa (Paranapanema); Saulo Pedroso de Souza (Atibaia), Paulo Dias Novaes Filho (Avaré), Bento Carlos Sgarboza (Ilha Solteira), Adauto Batista de Oliveira (Joanópolis) e Eugênio José Zuliani ( Olímpia).
 
FOTO: Dirceu Mathias/PMB

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam