Policia prende hoje (27) em flagrante a quadrilha “Do Terror” que assaltava casas em Bertioga

Garota de 15 anos liderava quadrilha e era chamada de 'Do Terror' em Bertioga

Garota de 15 anos liderava quadrilha e era chamada de ‘Do Terror’ em Bertioga

Quadrilha que atuava roubando residências em Bertioga, no litoral de São Paulo, detida em flagrante nesta quarta-feira (27), era liderada por uma adolescente de 15 anos. De acordo com o delegado responsável pelo caso, a jovem possui o apelido de “Do Terror”. A garota convenceu uma amiga de 16 anos, grávida, a participar do crime desta quarta, quando uma família chegou a ser feita refém.
A adolescente não tinha passagens pela polícia, mas, segundo as autoridades, organizava assaltos há pelo menos um mês na cidade. “O foco dessa quadrilha é roubar objetos que possam ser vendidos rapidamente, como aparelhos eletrônicos, tablets, televisões de tela plana e notebooks, sempre levando o carro das vítimas. Ao mesmo tempo, eles sempre mantinham um segundo automóvel, também roubado, para auxiliar no transporte das mercadorias”, diz o delegado José Aparecido Cardia.
A jovem confessou que assaltou cinco residências, mas a polícia suspeita que ela tenha envolvimento em mais delitos. Até o momento, seis testemunhas de crimes diferentes já reconheceram a menor. “Ela age de maneira agressiva, violenta, impõe terror. Tanto que apuramos que ela tem um apelido pejorativo e é chamada de ‘Do Terror’”, conclui o delegado.
Nesta quarta-feira, quatro pessoas participaram da ação. Além da adolescente que liderava o grupo, uma amiga dela, de 16 anos, grávida, também ajudou no crime. Um rapaz, identificado como Estevão Jesus de Almeida, de 29 anos, foi preso e já possuía passagem por tráfico de drogas. O quarto membro da quadrilha conseguiu escapar. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Bertioga.

A Vara da Infância e Juventude de Bertioga, no litoral de São Paulo, decidiu na tarde desta quinta-feira (28) o destino das adolescentes que integravam uma quadrilha que praticava roubos a residências na cidade, detida nesta quarta-feira (27). A juíza responsável por avaliar o caso decretou a custódia provisória das duas jovens e elas serão enviadas para a Fundação Casa de Santos, também no litoral paulista.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam