Grupo de Intervenção Rápida (GIR) fizeram hoje (13) um pente-fino no Centro de Detenção Provisória de Caraguatatuba

Grupo de Intervenção Rápida (GIR) do Sistema Penitenciário São Paulo

Agentes do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) fizeram um pente-fino no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caraguatatuba.
Com os detentos, um celular com bateria e chip e um espeto feito artesanalmente, que poderia ser usado como arma.
A ação aconteceu nesta segunda-feira (13) dois dias depois que um agente penitenciário foi agredido pelos presos depois do horário de visitação na unidade.
Os agressores do agente foram isolados e transferidos para penitenciária de Presidente Venceslau (SP). A SAP fez um pedido à Justiça para que eles sejam internados em regime disciplinar diferenciado.
Para evitar novas agressão a agentes o CDP de Caraguatatuba será automatizado no final deste mês e a abertura e fechamento das portas das celas serão feitas sem que os funcionários tenham contato direto com os presos.
Foto: Divulgação/GIR/Secretaria da Administração Penitenciária

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam