Falhas nos freios foi o motivo que matou 18 estudantes do ônibus que tombou na Mogi-Bertioga

Os problemas com a manutenção do ônibus foram decisivos para o acidente, segundo o relatório. "A conclusão do perito é que houve falha no freio do veículo e o excesso de velocidade provavelmente é em face disso", disse o secretáriode Segurança Pública do Estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho

Os problemas com a manutenção do ônibus foram decisivos para o acidente, segundo o relatório. “A conclusão do perito é que houve falha no freio do veículo e o excesso de velocidade provavelmente é em face disso”, disse o secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho

Foi divulgado nesta sexta-feira (24) a conclusão do laudo pericial sobre o acidente ocorrido na rodovia Mogi-Bertioga, no dia 8, que deixou 18 mortos. Segundo o secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, o laudo indica que o veículo trafegava em uma velocidade acima da máxima permitida na via, que é de 60 km/h, e o ônibus apresentava problemas para frear por causa do desgaste excessivo dos tambores dos freios dianteiros.
Os problemas com a manutenção do ônibus foram decisivos para o acidente, segundo o relatório. “A conclusão do perito é que houve falha no freio do veículo e o excesso de velocidade provavelmente é em face disso”, disse o secretário. “Alguém deve ser responsável pela manutenção, é com certeza não era o motorista que estava dirigindo.”
O acidente ocorreu por volta das 23h da última quarta-feira (8), no km 84 da rodovia Mogi-Bertioga, no litoral de São Paulo.
Um ônibus que levava universitários de Mogi das Cruzesx para São Sebastião perdeu o controle após uma curva, atravessou a pista, capotou e caiu em um barranco. O veículo levava 46 pessoas, sendo que 18 morreram e outras ficaram feridas.
Em nota, a empresa União Litoral diz que ainda não foi notificada oficialmente, portanto não têm conhecimento do tipo de falha apontada para se posicionar com mais detalhes. No entanto, a União Litoral garantiu que assim que receber o laudo oficial vai tomar as providências cabíveis.

Foto: Reprodução/JN/TV Globo

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

One Response

  1. Como se isto bastasse não vai traser a vida desses estudantes dinheiro não vai tirá a do de uma mãe um pai só Deus que sabe a dor desses pessoas que deus com forte os corações

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam