Facção criminosa destroi escola e todos enfeites de natal das crianças em Bertioga

A invasão à Escola Municipal José Ermírio de Moraes Filho, que atende crianças de 4 a 11 anos, aconteceu na madrugada de terça-feira (15)

A invasão à Escola Municipal José Ermírio de Moraes Filho, que atende crianças de 4 a 11 anos, aconteceu na madrugada de terça-feira (15)

Bandidos atacaram pela segunda vez em menos de uma semana uma escola municipal de Bertioga, no litoral de São Paulo. Segundo funcionários, a unidade ficou completamente destruída. Além das paredes sujas e diversos objetos quebrados, a ação não poupou nem mesmo as decorações de Natal e enfeites feitos pelos alunos e que seriam entregues aos pais na festa de encerramento do ano letivo. Apesar do estrago, nada foi roubado.
Para a prefeitura de Bertioga, o caso “sugere ações planejadas e exige investigação policial”. Além disso, a prefeitura estuda autorização da moradia de policias ou guardas municipais nas unidades escolares.
A invasão à Escola Municipal José Ermírio de Moraes Filho, que atende crianças de 4 a 11 anos, aconteceu na madrugada de terça-feira (15). A unidade não possui câmeras e ninguém estava no local no momento do ataque. Segundo a prefeitura, o monitoramento está em processo licitatório.
Depois do ocorrido, a prefeitura enviou equipes para ajudar na limpeza, mas nem tudo foi resolvido. Como algumas tintas jogadas na parede eram de material resistente, as manchas continuam. Ainda não há informações sobre os autores dos ataques.
“Temos uma estrutura muito boa aqui. Não fazemos ideia de quem tenha feito isso, mas é um absurdo, é muito triste. Quebraram os presentes e decorações de Natal que as crianças tinham feito para os pais. Fazemos muitos trabalhos educativos aqui, como projeto de plantação de mudas e destruíram os vasos que ficam do lado de fora. Perdemos várias atividades e qual o motivo?”, questiona a diretora da escola, Isabel Cristina Prieto dos Santos.
Já a secretária da unidade de ensino, Daniela Jorgecci, acrescenta que na semana anterior a Escola já havia sido alvo de vândalos. No entanto, a ação foi menos espantosa do que o último episódio.
“Uma semana antes já tinham atacado, mas não desse jeito. Da outra vez arrancaram os painéis com enfeites feitos pelos alunos, mas não invadiram as salas. Agora jogaram tinta em tudo, tiraram coisas dos armários, depredaram um aparelho de som. Fazemos as coisas com tanto carinho para terminar assim”, lamenta.
Segundo a diretoria da Escola José Ermírio, a unidade possui 22 salas e cerca de 650 estudantes matriculados.

Foto: Ivan de Carvalho / Prefeitura de Bertioga

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

2 Responses

  1. Isso não é o PCC, não foi bandido, isso é POLITICA
    INFELIZMENTE

  2. Isso não foi bandido de PCC, isso é de cunho politico

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam