Deivid Silva recebeu o seu troféu de campeão sul-americano Pro Junior da WSL South no Guarujá

 

Deivid Silva recebeu o seu troféu de campeão sul-americano Pro Junior da WSL South America só na quarta-feira, onde mora no Guarujá. Deivid não foi competir no Maui and Sons Pro Junior no Peru, mas liderava o ranking com a vitória no Rip Curl Pro Junior Series que abriu o circuito nas mesmas ondas peruanas de San Bartolo e o segundo lugar na final da outra etapa da Rip Curl realizada em Mar del Plata, na Argentina

Deivid Silva recebeu o seu troféu de campeão sul-americano Pro Junior da WSL South America só na quarta-feira, onde mora no Guarujá. Deivid não foi competir no Maui and Sons Pro Junior no Peru, mas liderava o ranking com a vitória no Rip Curl Pro Junior Series que abriu o circuito nas mesmas ondas peruanas de San Bartolo e o segundo lugar na final da outra etapa da Rip Curl realizada em Mar del Plata, na Argentina

Quatro brasileiros e quatro peruanos vão representar a América do Sul no próximo Mundial Pro Junior da World Surf League, previsto para janeiro de 2016 na Austrália. Os brasileiros são o paulista Deivid Silva, os catarinenses Luan Wood e Alcides Lopes e o carioca Lucas Silveira, com os peruanos Alonso Correa e Juninho Urcia completando o time masculino e Miluska Tello e Melanie Giunta formando o feminino. Foram realizadas três etapas para selecionar os quatro primeiros colocados no ranking masculino e as duas melhores do feminino, com a WSL South America reservando mais duas vagas para os surfistas do continente com até 20 anos de idade mais bem colocados no ranking do WSL Qualifying Series.

Os classificados pelo ranking do WSL South America Pro Junior Series 2015, encerrado no último domingo no Maui and Sons Pro Junior no Peru, foram os bicampeões sul-americanos, Deivid Silva e Miluska Tello, Luan Wood (2.o), Alcides Lopes (3.o), Alonso Correa (4.o) e Melanie Giunta (2.a). Os indicados pelo WSL Qualifying Series seriam o top do WCT, Filipe Toledo, em 13.o lugar no ranking e o próprio Deivid Silva em 47.o. Como Deivid se garantiu por este critério, liberou sua vaga no Sul-americano Pro Junior para o quinto no ranking da WSL South America, o peruano Juninho Urcia. Na disputa direta pelo título mundial do CT esse ano, Filipe Toledo escolheu não competir mais na categoria Sub-20 e o carioca Lucas Silveira, 63.o do QS, completou o time masculino para a Austrália.

RECORDE DE TÍTULOS MUNDIAIS – O Brasil é recordista com seis títulos em dezesseis edições do Mundial Pro Junior da World Surf League, com o carioca Pedro Henrique (2000), o paulista Adriano de Souza (2003), o cearense Pablo Paulino (2004 e 2007) e os paulistas Caio Ibelli (2011) e o atual campeão mundial, Gabriel Medina (2013), na única vez que a decisão foi no Brasil, na Praia da Joaquina, em Florianópolis (SC).

Antes de Medina, dois surfistas que também venceram o WCT já estavam na lista dos campeões mundiais da categoria Pro Junior, o havaiano Andy Iron (in memoriam), que faturou o primeiro título em 1998, e o australiano Joel Parkinson, primeiro bicampeão em 1999 e 2001. No ano passado, o potiguar Italo Ferreira foi vice-campeão na final contra o português Vasco Ribeiro em Portugal e Deivid Silva foi até as semifinais, sendo forte candidato ao título mundial da edição de 2015 na Austrália.

Ele recebeu o seu troféu de campeão sul-americano Pro Junior da WSL South America só na quarta-feira, onde mora no Guarujá. Deivid não foi competir no Maui and Sons Pro Junior no Peru, mas liderava o ranking com a vitória no Rip Curl Pro Junior Series que abriu o circuito nas mesmas ondas peruanas de San Bartolo e o segundo lugar na final da outra etapa da Rip Curl realizada em Mar del Plata, na Argentina. O catarinense Luan Wood, campeão sul-americano de 2013, e o peruano Juninho Urcia, tinham chances de lhe tirar o título no Peru, mas ambos perderam no sábado em San Bartolo e Deivid Silva foi consagrado como o melhor surfista Junior da América do Sul pelo segundo ano consecutivo.

“Estou muito feliz por ter conseguido esse título sul-americano pelo segundo ano consecutivo”, disse Deivid Silva, após receber o seu troféu de campeão Pro Junior da WSL South America no Guarujá. “Eu acabei não indo pro Peru e sabia que ia ser bem difícil ficar com o título sul-americano, porque o Luan (Wood) e o Juninho (Urcia) estavam surfando muito bem. Eles foram para lá tentar o título, mas acabou dando tudo certo pra mim, Graças a Deus. Eu queria muito ter ido correr essa última etapa do Pro Junior lá em San Bartolo, só que a data coincidiu com a de uma etapa importante do Circuito Brasileiro, que eu também liderava o ranking. Eu não tenho esse título de campeão brasileiro profissional e quero muito conseguir esse ano, então optei em ficar por aqui (no Brasil). Pena que eu não estava lá (em San Bartolo) no domingo, pra receber esse troféu do Sul-americano Pro Junior junto com a Miluska (Tello), que também foi campeã no ano passado”.

Diferente de Deivid Silva, a peruana Miluska Tello participou das três seletivas do WSL South America Pro Junior Series e também começou a defender o título com vitória no Rip Curl Pro Junior Series do Peru. No de Mar del Plata, parou nas semifinais e Lucia Indurain ganhou uma final entre duas argentinas. Mas, chegou na final em San Bartolo pela terceira vez consecutiva, já entrando na bateria como bicampeã sul-americana. Isto porque sua compatriota, Melanie Giunta, barrou sua última concorrente na outra semifinal, Lucia Indurain. Melanie ainda precisava ganhar o campeonato para se classificar para o Mundial Pro Junior e conseguiu a vitória para tirar a vaga da argentina e formar um time feminino 100% peruano.

“Este é o meu último ano de Junior e será uma honra para mim poder representar o Peru no Mundial Pro Junior mais uma vez”, disse a bicampeã sul-americana, Miluska Tello. “É o terceiro ano que eu me classifico e ser campeã sul-americana pelo segundo ano seguido me enche de felicidade. Dedico tudo isso a minha família e também para todas as pessoas do Peru. Agora é treinar e me preparar para tentar representar bem o meu país lá no Mundial Pro Junior da Austrália”.

TOP-10 DO RANKING FINAL DE 2015 DO SUL-AMERICANO PRO JUNIOR DA WSL SOUTH AMERICA – 3 etapas:

1.o: Deivid Silva (BRA) – 1.750 pontos
2.o: Luan Wood (BRA) – 1.560
3.o: Alcides Lopes (BRA) – 1.420
4.o: Alonso Correa (PER) – 1.310
5.o: Juninho Urcia (PER) – 1.170
6.o: Lucas Silveira (BRA) – 840

———-os 6 acima vão disputar o Mundial Pro Junior

6.o: Renan Peres (BRA) – 840
8.o: Facundo Arreyes (ARG) – 760
9.o: Sebastian Correa (PER) – 720
9.o: Joaquin Del Castillo (PER) – 720
9.o: Marcos Correa (BRA) – 720

TOP-10 DO SUL-AMERICANO PRO JUNIOR FEMININO DA WSL SOUTH AMERICA – 3 etapas:

1.a: Miluska Tello (PER) – 1.750 pontos
2.a: Melanie Giunta (PER) – 1.560

———-as 2 primeiras formam o time feminino

3.a: Lucia Indurain (ARG) – 1.560
4.a: Lorena Fica (CHL) – 1.170
5.a: Josefina Ane (ARG) – 1.120
6.a: Lucia Cosoleto (ARG) – 980
7.a: Vania Torres (PER) – 840
7.a: Luara Thompson (BRA) – 840
9.a: Catalina Mercere (ARG) – 750
10: Marina Rezende (BRA) – 700

GALERIA DOS CAMPEÕES MUNDIAIS PRO JUNIOR DA WORLD SURF LEAGUE:

2014: Vasco Ribeiro (PRT) e Mahina Maeda (HAV) em Portugal
2013: Gabriel Medina (BRA) e Ella Willians (NZL) no HD World Junior Championship no Brasil
2012: Jack Freestone (AUS) e Nikki Van Dijk (AUS) em Bali, na Indonésia
2011: Caio Ibelli (BRA) e Leila Hurst (HAV) na Indonésia, Brasil, Austrália
2010: Jack Freestone (AUS) e Alizee Arnaud (FRA) na Indonésia e Austrália
2009: Maxime Huscenot (FRA) e Laura Enever (AUS) na Austrália
2008: Kai Barger (HAV) e Pauline Ado (FRA) na Austrália
2007: Pablo Paulino (BRA) e Sally Fitzgibbons (AUS) na Austrália
2006: Jordy Smith (AFR) e Nicola Atherton (AUS) na Austrália
2005: Kekoa Bacalso (HAV) e Jessi Miley-Dyer (AUS) na Austrália
2004: Pablo Paulino (BRA) na Austrália
2003: Adriano de Souza (BRA) na Austrália
2002: não realizado por falta de datas
2001: Joel Parkinson (AUS) na Austrália
2000: Pedro Henrique (BRA) no Havaí
1999: Joel Parkinson (AUS) no Havaí
1998: Andy Irons (HAV) no Havaí

 

 

Foto: Divulgação/Facebook de 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam