Corpo da estudante de Direito Fernanda Pimenta Cerqueira desaparecida no Guarujá foi encontrado hoje (23) na Rodovia Rio-Santos em Bertioga

Fernanda era estudante de Direito e funcionária da CPFL Piratininga. Nascida em Itupeva, Interior paulista, morava há 12 anos em Guarujá. Ela tinha se separado em novembro e estaria sozinha em casa, num apartamento em Vicente de Carvalho

Fernanda era estudante de Direito e funcionária da CPFL Piratininga. Nascida em Itupeva, Interior paulista, morava há 12 anos em Guarujá. Ela tinha se separado em novembro e estaria sozinha em casa, num apartamento em Vicente de Carvalho

O corpo da estudante de Direito Fernanda Pimenta Cerqueira, de 37 anos, desaparecida desde o último dia 14 de janeiro, foi encontrado por populares, na manhã deste sábado (23), no km 237 + 400 metros da Rodovia Rio-Santos, no Iriri, na Área Continental de Santos. Ela estava 50 metros para dentro de uma área de matagal. A informação foi confirmada pelo chefe dos investigadores da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Paulo Carvalhal.
O corpo da estudante foi encontrado em avançado estado de decomposição. No pé direito, um detalhe identificava a vítima e dava fim às buscas: uma tatuagem com o desenho de uma pimenta com o nome Cerqueira.
Fernanda era estudante de Direito e funcionária da CPFL Piratininga. Nascida em Itupeva, Interior paulista, morava há 12 anos em Guarujá. Ela tinha se separado em novembro e estaria sozinha em casa, num apartamento em Vicente de Carvalho. A filha do casal, de 3 anos, estava na casa da avó paterna, em sua cidade natal.

Foto: Facebook de Feh Pimenta Cerqueira

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam