Bom Prato o projeto de refeições por R$ 1 criado pelo jornalista Carlos Valim com o apoio do ex-deputado lider do PSDB Paulo Julião completa 18 anos de sucesso

Oficio encaminhado por Paulo Julião em 1999 quando era Deputado Estadual e Lider do PSDB na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo para o Secretario de Agricultura e Abastecimento João Carlos de Souza Meirelles que era responsavel, na época para implementar o projeto criado por Carlos Valim de refeições coletivas a toda a população carente de São Paulo por apenas R$ 1.

Oficio de resposta positiva do Secretario da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo para iniciar a implantação do projeto de Carlos Valim, ao qual foi consolidado em seis meses e inaugurado com o nome de Bom Prato no ano de 2000

Arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa. Tudo de primeira qualidade. Com apenas R$ 1, é possível comer esse prato nos restaurantes Bom Prato da rede estadual. Crianças de até 6 anos não pagam. São mais de 85 mil refeições por dia: o maior programa de alimentação do Brasil, um país ainda marcado por muitas injustiças.By Carlos Valim

O Programa Bom Prato, do Governo do Estado de São Paulo, foi criado em dezembro de 2.000 com objetivo de oferecer, à população de baixa renda, refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível.
No Estado de São Paulo, o Bom Prato é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e atende diariamente 86 mil refeições. O programa conta com 52 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no litoral e 15 no interior. O almoço tem custo de R$ 1,00.
A alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época). O subsídio governamental é de R$ 4,19 para adultos e de R$ 5,19 para crianças com até 6 anos, que têm a refeição gratuita.
Já o café da manhã é oferecido leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição, de 400 calorias em média, custa R$ 0,50 ao usuário. Em setembro de 2011, o café da manhã foi implantado em todos os restaurantes.
Desde a inauguração do programa Bom Prato, foram servidas mais de 189 milhões refeições e investidos mais de R$ 564 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização das unidades (dados atualizados em 10/2017).

Foto: Divulgação/ Facebook de Geraldo Alckmin

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam