Bispo Dom José Carlos Chacorowski presidiu a missa de aniversario de São Sebastião na cidade que recebeu este nome em homenagem ao santo milagroso

A procissão seguida por milhares de fieis catolicos percorreu as ruas do Centro Histórico da cidade o andor, todo decorado com flores vermelhas, chegou até a Praça de Eventos onde o Bispo diocesano Dom José Carlos Chacorowski presidiu a missa campal

São Sebastião é a cidade mais antiga do Litoral Norte de São Paulo. Outrora, tempos antes do início da colonização portuguesa, a região de São Sebastião era ocupada por índios Tupinambás ao norte e Tupiniquins ao sul, sendo a serra de Boiçucanga – 30 km ao sul de São Sebastião – uma divisa natural das terras das tribos.
O município recebeu este nome em homenagem ao santo do dia em que passou ao largo da Ilha de São Sebastião – hoje Ilhabela – a expedição de Américo Vespúcio: 20 de janeiro de 1502.
A ocupação portuguesa ocorre com o início da História do Brasil, após a divisão do território em Capitanias Hereditárias. Diogo de Unhate, Diogo Dias, João de Abreu, Gonçalo Pedroso e Francisco de Escobar Ortiz foram os sesmeiros que iniciaram a povoação, desenvolvendo o local com agricultura e pesca. Nesta época a região contava com dezenas de engenhos de cana de açúcar, responsáveis por um maior desenvolvimento econômico e a caracterização como núcleo habitacional e político. Isto possibilitou a emancipação político-administrativa de São Sebastião em 16 de março de 1636.
No centro histórico de São Sebastião, em torno da Igreja Matriz, com muitas casas do Brasil Colonial, onde hoje estão bares, restaurantes, hotéis e repartições públicas.

A Após percorrer as ruas do Centro Histórico da cidade o andor, todo decorado com flores vermelhas, chegou até a Praça de Eventos onde o bispo diocesano Dom José Carlos Chacorowski presidiu a missa campal.

Vinte de janeiro é feriado São Sebastião. Feriado em que se celebra o dia do santo designado para ser o padroeiro do município que é o mais Catonico de todo o litoral norte de São Paulo e que carrega o seu mesmo nome. Neste dia a cidade sempre faz uma programação especial que inclui a tradicional procissão, missa e o show com um cantor da igreja católica, neste ano, a apresentação foi feita pela cantora Eliana Ribeiro, onde teve a participação de milhares de devotos do Santo de todos os caiçaras.

Foto/Divilgação/CMSS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam