18º Litoral Dance arrecada duas toneladas de alimentos neste domingo (24) em São Sebastião

 

Cerca de duas toneladas de alimentos foram arrecadadas no 18º Litoral Dance, encerrado no domingo (24foram arrecadadas no 18º Litoral Dance, encerrado no domingo (24). A disputa envolveu mais de mil bailarinos de três Estados divididos em 11 modalidades. Os produtos serão entregues ao Fundo Social de Solidariedade

Cerca de duas toneladas de alimentos foram arrecadadas no 18º Litoral Dance, encerrado no domingo (24foram arrecadadas no 18º Litoral Dance, encerrado no domingo (24). A disputa envolveu mais de mil bailarinos de três Estados divididos em 11 modalidades. Os produtos serão entregues ao Fundo Social de Solidariedade

Mais um dia de plateias lotadas para os espetáculos de dança da 18ª edição do Litoral Dance Festival, público este responsável pela arrecadação de cerca de 1.500 kg de alimentos somente até este terceiro dia de evento. As doações serão entregues ao Fundo Social de Solidariedade do Município.

Idealizado e organizado pela Allegro Stúdio & Produções, de São José dos Campos, sob a direção da professora e coreógrafa Mathilde Mathias, e com realização da Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo), Litoral Dance conta com a participação de aproximadamente mil dançarinos vindos de diversas cidades do país e acontece entre os dias 21 e 24 de maio.

Até esta terceira etapa do evento já foram vistas 268 coreografias oriundas de 14 municípios, sendo eles: São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba, Ubatuba, Praia Grande, São Vicente, São José dos Campos, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Caçapava, Osasco, São Paulo, Curitiba e Nossa Senhora do Socorro (SE).

No Teatro Municipal os trabalhos do sábado (23) foram abertos com a sequência de apresentações das modalidades Solo, Duo, Trio e Quarteto. Logo após foi a vez do palco do Tebar Praia Clube receber as apresentações dos concorrentes da modalidade conjuntos.

“O Litoral Dance Festival nos proporciona momentos especiais de cultura aliada a solidariedade dessa plateia, tão espetacular quanto os dançarinos talentosos que desfilam suas habilidades em diferentes modalidades pelos palcos de São Sebastião. São momentos incríveis e estão todos de parabéns”, declarou a secretária de Cultura e Turismo Marianita Bueno.

Os competidores da edição 2015 do festival passam crivo da observação atenta dos olhos profissionais dos jurados Éder Cardoso, Jolles Salles e Marina Boschi.

O júri

Éder Cardoso iniciou seus estudos de dança na Rose Ballet de Guarulhos dando continuidade na Escola Municipal de Bailados de São Paulo, chegando a graduação na Julliards em Nova Iorque. Morou 29 anos no exterior, onde atuou como professor e coreógrafo em países como a Argentina, Turquia, Japão, Itália, França, Londres e Portugal. Apresentou-se para o Papa João Paulo II, a convite do Vaticano e no Brasil participou da abertura do Fantástico da TV Globo. Recebeu vários prêmios em reconhecimento por mais de 30 anos de carreira e foi apresentador no Programa “Dançando com Éder da TV Mundi” e é convidado a ministrar cursos e compor banca de júri em todo o país.

Jolles Salles é formado pela escola de dança Maria Olinewa e seguiu estudos em grandes escolas de Ballet nos EUA, adquirindo o conhecimento em métodos Russo e Cubano. Dançou em grandes companhias, como: Cia do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Cia Carlota Portela (RJ), cia de solistas do teatro Municipal de São Paulo, Cia New York Dance Alience (EUA) entre outras. Sua carreira como bailarino profissional teve grandes maestros e diretores e ao longo do tempo, foi agraciado com títulos e menções honrosas no Brasil e nos EUA, como ‘Melhor Interprete’ do Festival Internacional de Joinville (SC), ‘Bailarino Oconcur’ do Livre Espaço Para a Dança, medalha de ouro no Festival Internacional Passo de Arte com o título de primeiro bailarino. Foi convidado de honra do Encontro Nacional de Dança (Enda), ganhou medalha de ouro nos EUA, recebeu o título de Primeiro Bailarino Brasil-Cuba em Solenidade no Teatro de Havana pelas mãos da maestra Laura Alonso. Hoje segue com sua própria companhia, a “Circuito de Danças Clássicas Jolles Salles de São Paulo” e é coordenador do Congresso Internacional de Dança no Rio de Janeiro.

Marina Boschi Iniciou seus estudos de dança no Estúdio de Ballet Cisne Negro de São Paulo e frequentou também cursos de dança Moderna, Dança Contemporânea, Jazz e Dança Flamenca. Foi integrante do Grupo Passo a Passo e do Grupo Uirapuru. Hoje atua como professora de Ballet Clássico e é convidada como jurada em diversos festivais. Como coreógrafa seus trabalhos já foram apresentados em várias cidades do Brasil e no exterior, como em Cuba, Panamá, Costa Rica e Estados Unidos. Participou da primeira grande montagem do ballet “O Quebra Nozes” apresentada por Cisne Negro Companhia de Dança e Convidados (com Ana Botafogo, Áurea Hammerli, Marcelo Misailidis e Paulo Rodriguez), montagem esta que também contou com a participação da Orquestra Experimental de Repertório e do Coral Paulistano, sob a regência de Jamil Maluf numa curta temporada no Teatro Municipal de São Paulo. (VB/RH)

Confira os horários da programação do último dia:

Dia 24 | Domingo

10h30 | Anfiteatro | Mostra Paralela

16h30 | Tebar Praia Clube | Espetáculos Concorrentes: Solos/Duos/Pas de Deux/Trios/Quartetos/Conjuntos

Foto: Valéria Borges/PMSS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam